Butantã

Um polo de ciência e desenvolvimento

Bairro da zona oeste de São Paulo, seu nome significa "terra duríssima" e originalmente, era uma região constituída por sítios – Sítio Butantã, Sítio Rio Pequeno, Sítio Invernada Grande (ou Votorantim), Sítio Campesina (ou Lageado) e Sítio Morumbi.

O desenvolvimento do bairro ocorreu a partir de 1900, sobretudo com a implantação do Instituto Butantan e da Cidade Universitária.

Hoje, abriga cerca de 500 mil moradores paulistanos em sua região. É atravessada pelos quilômetros iniciais da Rodovia Raposo Tavares, sendo também cortada por grandes avenidas como a Francisco Morato, a Vital Brasil e a Corifeu. 

Para quem está em busca de mobilidade e praticidade, o bairro é contemplado pela Linha 4 (Amarela) do Metrô e tem integração com o Terminal de Ônibus da SPTrans. Futuramente, ela também estará integrada com a Linha 22 (Rebouças-Cotia).

Há faixas de ciclovia – a Ciclorrota está presente na Avenida Afrânio Peixoto e percorre vias populares como a Engenheiro Bianor e a Gaspar Moreira para aqueles que buscam formas alternativas de locomoção. 

Por abrigar a Cidade Universitária, a região possui bastante áreas verdes, praças e também o Shopping Butantã. 

Culturalmente falando, também há muitas opções para quem vai morar no bairro, como o Museu Arqueologia, Biblioteca Brasiliana, Casa da Cultura Japonesa e Instituto Butantan, local em que além de se obter conhecimento e ver animais, também são produzidas as principais vacinas do Brasil.

Imagens do Bairro

Empreendimentos
O seu Kaslik está aqui